Ilda Maria Costa Brasil, Celeiro da Alma

"Sonhar é acordar-se para dentro." Mario Quintana

Textos



TEMPESTADE

Como a luz da manhã, 
Entraste em minha vida
E tudo ficou claro.
Com alegria e amor,
Eu podia ver meu lugar em ti.
Raras vezes me perdi, 
Devido àquela nuvem 
Que sempre passava
E tentava tirar-te de mim.
Porém, sempre nos reencontramos.
Até que a nuvem 
Ficou mais forte
Como uma tempestade 
Que me assombrava, rodeando-te.E tu a deixavas
Sempre por perto.
Dizias precisar da nuvem
Mesmo que me deixasse no escuro.
Depois que muito sofri
Com o temporal,
Tu a afastaste.
Mas meu medo ficou.
Medo de outra tormenta;
Medo da nuvem voltar;
Tapar meu raio de sol e tirá-lo de mim.
Medo de a deixares se aproximar 
Novamente, 
Sem ver que ela quer tapar meu sol,
Deixar-me no escuro
Sem ti, sem luz e sem amor.
Renata Machado Gianichini Cardoso
Enviado por Ilda Maria Costa Brasil em 01/05/2018
Alterado em 01/05/2018

Música: Edelweiss - Andre Rieu

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras