Ilda Maria Costa Brasil, Celeiro da Alma

"Sonhar é acordar-se para dentro." Mario Quintana

Textos



DESESPERADO AMOR
 
Desesperado amor, que me liberta
E que ao mesmo tempo me escraviza,
Que minhas dores todas suaviza
E minha chaga torna mais aberta.
 
Desesperado amor, da hora incerta,
que chegou por chegar e se eterniza
e parece celestial mas me inferniza
tornando minha vida mais deserta.
 
Por este amor anseio ver-te e abraçar-te
e fazer com que sintas, neste enleio,
Que de mim, agora, fazes parte...
 
E assim, talvez com um mesmo ardor,
tu me entregues a doçura do teu seio
e eu me entregue a ti, por este amor.
 

 
Paulo Adolfo Moser Schenini
Enviado por Ilda Maria Costa Brasil em 12/08/2017
Alterado em 12/08/2017

Música: Emoções Instrumental - Eduardo Lages

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras