Ilda Maria Costa Brasil, Celeiro da Alma

"Sonhar é acordar-se para dentro." Mario Quintana

Textos



ANOS SOMBRIOS
 
Numa sexta-feira, à noite, no Café República, Kiara reencontrou antigos colegas do ginasial. Conversa vem, conversa vai, falou:
– Na adolescência, enfrentamos anos sombrios por liderarmos entidades estudantis. Nossa liberdade era controlada, isto é, vigiada e podada. Um dos colegas, da noite para o dia, desapareceu. As buscas foram inúteis.
Alguém sugeriu uma homenagem a Victor. Cada um do grupo usou uma forma diferente de dizer “eu te amo” ao resgatar momentos especiais compartilhado com o ex-colega.
Ao despedirem-se à frente do Café, de mãos dadas, repetiram a frase que usavam, naqueles anos sombrios, ao separarem-se:
– Sempre há tempo para sonhar!”
Ilda Maria Costa Brasil
Enviado por Ilda Maria Costa Brasil em 17/06/2018

Música: Petite Tristesse - Andre Gagnon

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras