Ilda Maria Costa Brasil, Celeiro da Alma

"Sonhar é acordar-se para dentro." Mario Quintana

Textos



QUINTA-FEIRA
 
Ao entrar no condomínio, dirigi-me ao andar onde ficam as caixas de correspondências.
Ufa, quanta coisa! Boletos bancários e um envelope formal. Ao abrir o envelope, uma surpresa. Era, nada mais nada menos, do que o convite para a posse de uma amiga, numa renomada academia literária. Assim que li a data e o horário, fiquei em choque. Estava em cima da hora. Dispunha de duas horas para arrumar-me.
Corri para ligar a Nuria e perguntar-lhe se estava a par da situação e se iria. Essa me respondeu que, em quinze minutos, estaria saindo, passaria numa floricultura, para pegar as fores que encomendara. Tudo muito doido.
Meu Deus, sou a madrinha e não escrevi o discurso! O que fazer? 
Uma ideia... Vou usar a apresentação que fiz para um dos livros da neoacadêmica. Rápida, arranquei a página do livro, coloquei na bolsa e fui trocar de roupa.
Pronta, chamei um táxi e dirigi-me ao local. Na porta, um cartaz dizendo que, por exigência da futura imortal, o evento tinha sido transferido para o Parque Jardim Botânico, na Rua Dr. Salvador França, nº 1427.
Achei estranho mas, uma vez que a empossanda pode escolher o lugar, não seria eu a questionar. Devido ao horário, o trânsito estava super congestionado, atrasei-me.
No Parque, observei que o clima entre a Presidente da Academia e Neoacadêmica, não era nada amistoso. Substituía-me à mesa, outra colega. Boquiaberta, sentei-me.
Géssica, dissimuladamente, levantou-se e começou a correr pelo verde campo. Atrás de si, a Presidente. Nós, os convidados, favorecidos pelo vento, ouvíamos o diálogo entre elas.
Não quero... Não quero.
Volta aqui, Géssica.
Não. Vou voltar pra minha terra. Lá, tu não me acharás. Kkkkkkkk.
 
De repente, Géssica abriu os braços e começou a voar. Perplexa, por um tempo, acompanhei o seu riso sarcástico. 
Ilda Maria Costa Brasil
Enviado por Ilda Maria Costa Brasil em 02/02/2018
Alterado em 02/02/2018

Música: Além do Horizonte - Eduardo Lages

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras