Ilda Maria Costa Brasil, Celeiro da Alma

"Sonhar é acordar-se para dentro." Mario Quintana

Textos



RUÍDOS AUDITIVOS
 
Dona Luísa usa aparelhos auditivos há muitos anos. Sempre que vai tomar banho, esses ficam “gritando”. Como os leva junto, nada posso fazer para calá-los.
Hoje, após o banho, pedi que tirasse as pilhas, o barulho é irritante. Ela voltou ao quarto, onde permaneceu por algum tempo. Quando saiu, perguntei: 
– Desligou?
– Não os achei.
E, como se nada estivesse acontecendo, dirigiu-se à mesa para fazer o lanche da noite.
Levantei-me e fui procurá-los. Não os localizei também. Mal-humorada retornei à sala. Ao passar por Dona Luísa, percebi que o ruído dos aparelhos estava mais intenso. Perguntei:
– Onde a senhora os guardou?
– Não sei. Esqueci.
Uma vez que adora guardar balas no sutiã, veio-me a ideia de que os tivesse colocado ali.
– Não estão no sutiã?
– Não.
– Olhe!
Num gesto infantil, botou a mão no sutiã e, rindo, tirou-os do seio. Ajeitou as pilhas e os colocou nos ouvidos.
Ilda Maria Costa Brasil
Enviado por Ilda Maria Costa Brasil em 24/01/2018

Música: Luminoso - Elias Barbosa

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras