Ilda Maria Costa Brasil, Celeiro da Alma

"Sonhar é acordar-se para dentro." Mario Quintana

Textos



INFÂNCIA
 
Folias e travessuras, na infância,
fizeram dela um constante inovar.
Dos banhos de cachoeira a trovar,
brincadeiras com muita sapiência.
 
Com criatividade e consciência,
fazia cambalhotas ao pular
e, com tintas, o papel azular.
No grupo, não havia divergência.
 
Nas rodas de fogo no galpão, festas;
momento em que comia guloseimas
e curtia encantadoras serestas.
 
Encantada com as muitas estimas,
guardava bonecas de pães em cestas,
para não criar incômodos climas. 

 
Ilda Maria Costa Brasil
Enviado por Ilda Maria Costa Brasil em 31/07/2017
Alterado em 31/07/2017

Música: Costumes - Eduardo Lages

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras